Alunos das 1ªs e 2ªs séries do Ensino Médio participam de um tribunal simulado

De acordo com José Luiz Fiorin, em sua obra “Argumentação” (2015), a vida em sociedade trouxe para os seres humanos um aprendizado extremamente importante: não se poderiam resolver todas as questões pela força, era preciso usar a palavra para persuadir os outros a fazer alguma coisa. Por isso, o aparecimento da argumentação está ligado à vida em sociedade e, principalmente, ao surgimento das primeiras democracias.

Com essa afirmação, é possível perceber que argumentar é uma prática cotidiana e característica fundamental do discurso, espaço privilegiado de luta entre vozes sociais. Inúmeras vezes interrogamo-nos dissertativamente em nossa vida concreta do dia a dia. Num sentido amplo, todos somos dissertativos. Filósofos em potencial, pois diversas vezes questionamos intensamente a realidade.

Nos dias 21 e 30 de novembro, os alunos do Curso de Redação da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio participaram da simulação de um tribunal judiciário para exercitarem a argumentação trabalhada durante o módulo RPG – Role Playing Game.

Nesses dias, a aula do Curso teve uma dinâmica diferenciada e os estudantes puderam vivenciar situações reais nas quais argumentaram e refutaram em defesa de uma tese.  Dois convidados especiais contribuíram para que a atividade fosse realmente enriquecedora:  Nilze Baptista Scapulatiello, delegada titular do 35º DP, e Marcelo Tsuno, juiz da 7ª vara do fórun de Guarulhos, que intermediaram toda o tribunal simulado e orientaram os alunos.

Alunos das 1ªs e 2ªs séries do Ensino Médio participam de um tribunal simulado

Colégio Espírito Santo - 2020 - Todos os direitos reservados.
Rua Tuiuti, 1442 - Tatuapé - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3389-1000