Projeto Pedagógico

      O Projeto Educacional da Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo tem como seu primeiro referencial a filosofia da Instituição, que se fundamenta em valores cristãos. Esse projeto se baseia também nos quatro pilares da educação da UNESCO, nos Sete códigos fundamentais para o processo ensino-aprendizagem (Códigos da Modernidade - UNESCO), na Educação 3.0, nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s) e  nas competências definidas para o ENEM.

 

1. Os princípios filosóficos:

  • favorecer o desenvolvimento do ser humano, com base em valores cristãos, para que este seja presença transformadora na sociedade;
  • orientar para a responsabilidade social, o exercício da cidadania e para o compromisso com os valores autônomos, como: a verdade (ética), a beleza (estética), a bondade (compaixão) e a justiça (fraternidade);
  • possibilitar a vivência da fé, da  vida interior, sustentáculos indispensáveis diante das dificuldades do cotidiano.

 

2. Os quatro pilares da educação da UNESCO:

  • aprender a ser: desenvolver a autoestima, a autodeterminação, a autorrealização, a acessibilidade pessoal, a espiritualidade, o pensamento crítico e a imaginação criadora.
  • aprender a conviver: descobrir o outro, desenvolvendo a percepção da interdependência, da não violência, da capacidade de administrar conflitos e da valorização do próximo.
  • aprender a conhecer: despertar o prazer de conhecer, descobrir, construir e reconstruir o conhecimento, compreender o mundo, a sociedade e o movimento das ideias.
  • aprender a fazer: desenvolver competências e habilidades que levem à aplicação da tecnologia na vida moderna, e ao desenvolvimento de novas lógicas e da criatividade.

 

3. Os sete códigos fundamentais para o processo ensino-aprendizagem – (UNESCO):

  • domínio da leitura e da escrita;
  • capacidade de fazer cálculos e de resolver problemas;
  • capacidade de analisar, sintetizar e interpretar dados, fatos e situações;
  • capacidade de compreender e atuar em seu entorno social;
  • receber criticamente os meios de comunicação;
  • capacidade para localizar, ter acesso e usar melhor a informação acumulada;
  • capacidade de planejar, trabalhar e decidir em grupo.

 

4. Educação 3.0

      O mundo atual exige cada vez mais uma mudança nos paradigmas da educação. Com a disponibilidade de novas ferramentas digitais e virtuais, crianças e jovens do século XXI estão cada vez mais conectados e interligados pelas redes sociais em seus dispositivos móveis e virtuais, partilhando os aprendizados e experiências em tempo real. Essa nova geração demanda e exige de nossas escolas novas posturas e metodologias de ensino capazes de suprir suas necessidades e que a preparem para a nova realidade da vida social e profissional  deste novo século. A Rede Educação MSSpS, portanto, reconhece  relevante  ter como um dos referenciais do seu Projeto Politico Pedagógico Missionário, as características  da Educação 3.0 da sociedade do século XXI, que interferem na forma de ser da criança e do adolescente, pois  essa educação considera:

  • o conhecimento socialmente construído, contextualmente reinventado;
  • o uso pleno da tecnologia, que está em todo o lugar e em dispositivos móveis e virtuais;
  • a aprendizagem em rede, em todo lugar, o tempo todo;
  • uma pedagogia de parceria entre docentes e discentes. Alunos e professores são participantes do processo de ensino-aprendizagem;
  • a aprendizagem com base na inteligência coletiva e participativa;
  • a capacidade de desaprender para depois aprender e não se fixar em assimilar o velho conhecimento;
  • que o estudante é gerenciado e não controlado;
  • que o professor entende e conhece diferentes recursos metodológicos e ferramentas tecnológicas para saber orientar e monitorar a aprendizagem;
  • que os alunos são mais comunicativos e expostos à vida pública.

 

5. Os Parâmetros Curriculares Nacionais

      Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) orientam acerca de uma nova abordagem dos conteúdos a serem trabalhados em sala de aula, organizados em 3 (três) grandes categorias baseadas no modelo de educação da escola catalã (Espanha):

  • conteúdo conceitual: aprender conceitos permite atribuir significados aos conteúdos aprendidos e relacioná-los a outros. Permite também organizar a realidade, por meio da aprendizagem de conteúdos referentes a fatos, nomes, imagens e representações.
  • conteúdo procedimental: expressa um saber fazer que envolve tomar decisões, realizar uma série de ações de forma ordenada, tais como: elaborar um projeto, fazer uma pesquisa, um experimento, um resumo, uma argumentação, uma análise, uma produção de texto, relacionar informações, organizar dados obtidos, procurar referências em diferentes fontes, dentre outras. Ao ensinar procedimentos, também se ensina certo modo de pensar e de produzir conhecimento.
  • conteúdo atitudinal: permeia todo o conhecimento escolar. A Escola é espaço socializador, gerador de atitudes relativas ao conhecimento, ao professor, aos colegas, às disciplinas, às tarefas e à sociedade. Nesse contexto, ensinar e aprender atitudes requer posicionamento claro e crítico em relação à sociedade.

 

6. Competências definidas pelo ENEM

      A Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo contempla as 5 (cinco) competências definidas pelo ENEM também no seu Projeto Educacional.

  • dominar linguagens: DOMINAR a norma culta da Língua Portuguesa e FAZER USO das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa.
  • compreender fenômenos: CONSTRUIR e APLICAR conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.
  • enfrentar situações-problema: SELECIONAR, ORGANIZAR, RELACIONAR, INTERPRETAR informações e dados representados de diferentes formas, para TOMAR decisões e ENFRENTAR situações-problema.
  • construir argumentação: RELACIONAR informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para CONSTRUIR argumentação consistente.
  • elaborar propostas: RECORRER aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

 

ORIENTAÇÕES QUANTO AO PROCESSO DE AVALIAÇÃO

      A avaliação deve ser entendida como articuladora dos processos de ensinar e aprender. Ela é pensada de tal modo que o aluno possa participar com responsabilidade do processo de aprendizagem, ao tomar conhecimento do que ele já sabe, do que precisa aprender e do que ainda constituem suas dificuldades.

      O processo de avaliação de desempenho do aluno se faz pela observação constante de seu processo de aprendizagem e pela aplicação de avaliações diagnósticas, provas, trabalhos, pesquisas, exercícios, atividades em sala de aula e outras atividades.

      A avaliação tem função diagnóstica, formativa e somativa. Em sua totalidade, abrange os conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais. Cabe à equipe pedagógica da série acompanhar sistematicamente o desenvolvimento dos alunos em sua respectiva série, orientá-los e informar o seu desempenho às famílias.

      Na Rede de Educação das Missionárias Servas do Espírito Santo, o ano letivo está estruturado em três etapas e o sistema de avaliação tem sua distribuição de pontos atendendo às diretrizes específicas de cada segmento.  

Colégio Espírito Santo - 2017 - Todos os direitos reservados.
Rua Tuiutí, 1442 - Tatuapé - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3389-1000