A fé precisa ser demonstrada por meio de atitudes

Estamos num momento em que, muitas vezes, a nossa realidade está marcada pelo desespero, pela incerteza, pela falta de perspectiva… São tantas as dificuldades pelas quais todos nós estamos passando que parece impossível vislumbrar uma luz no fim do túnel. 

Nosso mundo tem sofrido com a pandemia que isolou as pessoas em suas casas e revelou o que todos já sabiam, mas permanecia escondido: a desigualdade social. Muitas são as famílias marcadas pelo desemprego, pela fome, pela falta de um lar e, hoje, mais do que nunca, tal realidade encontra-se estampada na televisão e nos jornais. 

Muitas foram as pessoas e instituições que se mobilizaram para ajudar os que mais precisam. Porém, com o tempo, por diferentes fatores, essa ajuda tão necessária tem diminuído expressivamente. Nessa perspectiva, é necessário e urgente que nos questionemos: o que estamos fazendo para ajudar o meu próximo? 

A religião nos inspira a fazer o bem ao próximo e esse ensinamento não pode ser somente uma teoria, mas sim uma prática constante. É preciso que juntemos nossas forças em prol do bem comum. Hoje, não somos budistas, cristãos, islâmicos, hindus, judeus e seguidores de tantas outras Tradições Religiosas. Somos a raça humana e juntos devemos ser capazes de construir um mundo melhor. 

Viver a nossa espiritualidade significa seguir os passos de nosso Transcendente, ou seja, seguir os ensinamentos daquele que nos inspira a sermos pessoas melhores. Somente assim, seremos verdadeiros religiosos; somente assim, seguiremos nossa fé e seremos fiéis ao compromisso que continuamente assumimos com nossa Tradição Religiosa. 

 

Érica Carneiro é professora de Ensino Religioso do Colégio Espírito Santo

 
 
 
https://br.freepik.com

Colégio Espírito Santo - 2020 - Todos os direitos reservados.
Rua Tuiuti, 1442 - Tatuapé - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3389-1000