Seminário JUPIC 19 - 21

18/10 – Dia de Reflexão Pessoal

Resumindo as atividades dos últimos três dias de seminário, Irmã Maria João, a facilitadora, citou Jesus dizendo: “Vocês os conhecerão por seus frutos” e, em seguida, descreveu aos participantes o que a equipe organizadora considera como três tipos de “frutos” (para os dias de Seminário que restam):

§  Entender – revisar e finalizar a declaração

§  Atuar –     elaborara um planejamento individual

§  Animar – preparar uma apresentação de 15 min para sua respectiva província ou região

Como resposta à consulta das(os) participantes sobre como podem trabalhar em estreita colaboração com VIVAT, Ir. Zélia e Pe. Félix tomaram a palavra, mais uma vez. Ir. Zélia apresentou um vídeo com a inspiradora canção “I was Here” (“Eu estive aqui”), cantada por Beyoncé por ocasião do Dia Mundial Humanitário, em 19 de agosto de 2012, na Assembleia Geral da ONU.

Ir. Zélia e Pe. Félix apresentaram “11 maneiras práticas para ser parte de VIVAT”:

1.    Aprender

2.    Celebrar dias propostos pela ONU

3.    Responder às pesquisas sobre temas relevantes

4.    Participar nas visitas do Relator Especial

5.    Participar/Contribuir nas Pesquisas do CEDAW

6.    Participar/Contribuir no EPU (Exame Periódico Universal)

7.    Trabalhar em rede com outras organizações, incluindo agências da ONU (PNUD, ONU MUJERES, UNICEF, ONUSIDA, etc) e com os membros de VIVAT em seu país e em outros países

8.    Conhecer as leis relacionadas com os temas que se ocupam na missão

9.    Enviar Informe Anual

10. “Internship” – As diretrizes se encontram no sítio de VIVAT www.vivatinternacional.org.

11. VIVAT publicações:

§  Utilizar o manual “VIVAT é você” em sua comunidade (disponível em 4 idiomas)

§  Folheto – Reflexão Oração para o Advento 2012

§  Contribuir com o boletim de VIVAT

§  Enviar informações

 

Eventos e datas importantes para lembrar:

  • A primeira conferência da ONU sobre questões indígenas em 2014
  • Conferência cujo tema será “Mulheres” em 2015

Em nome de todas as congregações membros de VIVAT, Irmã Maria Theresia, sendo presidenta atual de VIVAT, agradeceu Irmã Zélia e Pe. Felix, reconhecendo o trabalho que realizam com grande paixão.

O restante da manhã foi dedicado à reflexão pessoal, sobretudo sobre planejamento individual e apresentações para as respectivas províncias.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sessão Vespertina

Revisão da Declaração

Por sugestão das(os) participantes do seminário, um comitê composto pelas irmãs Rose Terese, Claire e Mary Joy foi encarregado de elaborar uma declaração para todas as províncias e regiões. Na parte da tarde a declaração foi apresentada à assembléia.

Foi dado tempo às participantes para revisá-lo, primeiro individualmente e, em seguida, por grupos continentais. Comentários e sugestões foram apresentados ao comitê para sua revisão.

Plano Provincial de JUPIC

O facilitador, Pe. Francisco, apresentou algumas diretrizes sobre a preparação de um plano provincial de JUPIC. O marco do plano leva em conta a visão de província, os possíveis obstáculos na realização desta visão, e as ações concretas que devem ser adotadas para superar os obstáculos.

Tarefa principal de um animador de JUPIC

Como animadoras de JUPIC SSpS, nossa tarefa principal é ajudar a incorporar JUPIC na vida (comunidade) e missão (ministérios) das SSpS. Pe. Francisco assinalou que, ainda que os valores de JUPIC se promovam a nível congregacional, concretizar a prática destes valores, por outro lado,  realiza-se a nível provincial. Para se assegurar de que JUPIC se converta em uma parte integral de nossa vida e missão, também devemos ter formadores que estão imbuídos de tais valores. A integração de JUPIC, a partir dos exemplos dados pela Irmã Filo Hirota, não significa assumir um trabalho adicional, mas fazer um ministério a partir desta perspectiva.

Antes de encerrar a sessão, Pe. Fancisco apresentou informações sobre materiais disponíveis e recursos úteis:

  • Um itinerário formativo para uma Vida Religiosa Profética
  • Orações preparadas pela comissão de JUPIC em Roma
  • Documento de trabalho para Animadoras de JUPIC – Diretrizes elaborada pela OFM

 

PLANEJAMENTO – 19 e 20/10

O Plano de Ação

Em pequenos grupos, principalmente de missão, as (os) participantes partilharam o seu plano individual ou Plano Provincial JUPIC. Este plano foi apresentado, então, nos grupos continentais, onde, mediante o intercâmbio de idéias, cada uma se enriqueceu e trabalhou no desenvolvimento de sua própria síntese, a qual será partilhada, mais tarde, na própria província ou região.

A partir dos planos apresentados, as participantes levantaram alguns pontos e dificuldades que necessitam ser levados em conta. Uma das propostas é apresentar, para o próximo Capítulo Geral de 2014, algumas questões relevantes de JUPIC para que sejam abordadas em âmbito congregacional.

Propôs-se, também, desenvolver uma descrição, um detalhamento de trabalho para as coordenadoras de JUPIC. Pe. Francisco afirmou que este detalhamento pode facilitar o fluxo de trabalho e informações sobre os níveis provincial/regional e continental. Levantou um alerta, entretanto, sobre o perigo do ativismo. Ressaltou a necessidade de cuidar de si mesma e prestar atenção às diferentes áreas da vida. Ante a necessidade aparentemente interminável de responder às pessoas e situações, é bom recordar que não somos o messias. Para combater o ativismo ajuda, vez ou outra, dar um passo atrás e passar algum tempo só. O silêncio é essencial para conhecer-se a si mesmo e discernir o movimento de Deus e sua vontade.

Orientação para o Plano de Ação

Para maiores informações acessar:  http://sspsjupic.wordpress.com

 

Documento Final

O documento revisado da Declaração foi apresentado ao plenário para aprovação. A facilitadora, Irmã Maria João, descreveu o processo levado a cabo pelos membros do comitê de redação. Convidou todas(os) a lerem o documento e o discutirem em grupos de modo a verificar se o conteúdo corresponde ao desejo das(os) participantes. Com alguns esclarecimentos e adequações o documento foi aprovado e aclamado por todas. Os membros do Comitê de Redação foram elogiados e aplaudidos pelo ótimo trabalho realizado. Por outro lado, Irmã Maria João estimula às participantes a terem a declaração não só no papel, senão gravado nos próprios corações e levá-lo para a vida.

PRIMEIRO SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE JUPIC SSpS

 STEYL, OUTUBRO, 1-21, 2012

 

Declaração

Nós, as 53 Missionárias Servas do Espírito Santo, incluída a Direção Geral, participamos do Primeiro Seminário Internacional de Justiça e Paz e Integridade da Criação (JUPIC).

Provenientes de 48 países participaram irmãs das 44 Provincias/Regiões. O Conselho Geral convocou o seminário e convidou 4 Missionários do Verbo Divino como representantes de suas zonas. Durante estes dias aprofundamos o lema; “Escolhe a vida”, nosso ícone bíblico (Jo 8, 1-11) e nossa opção pela vida, pela justiça, pela paz e pela integridade da criação. A experiência partilhada nos convocou e desafiou a viver os valores do Evangelho com uma perspectiva nova, sobre a compreensão de JUPIC no mundo de hoje.

Neste caminhar juntas, renovamos e refletimos sobre nós mesmas, as Escrituras, nossa Geração Fundadora, a Doutrina Social da Igreja, as Constituições e as direções do 13º Capítulo Geral. As realidades do mundo e da Igreja, nossa conexão com o Universo (Nova Cosmologia), Misticismo, profetismo e Justiça restaurativa foram alguns dos temas do Seminário. O processo do Círculo Pastoral de ver, julgar e agir nos ajudou a aprofundar nosso entendimento de diversas situações. O Espírito mobilizou nossos corações para aprofundar os caminhos da congregação para a não violência e a integridade da criação.

Partilhar diferentes visões nos levou a uma nova compreensão de JUPIC como estilo de vida, o qual está enraizado em nossa espiritualidade Trinitária – as relações com Deus, conosco mesmas, com as(os) outras(os) e com a Criação. Jesus, sua paixão pelo Reino e seus valores, é nosso modelo de JUPIC. Encarnar em nós o amor compassivo de Jesus nas situações de injustiça e opressão nasce de uma profunda vida contemplativa. Como mulheres discípulas de Jesus, JUPIC se converte em uma dimensão constitutiva de nossa vida e missão.

Olhamos o Senhor que nos convida a uma conversão pessoal e comunitária, interpelando-nos a proclamar com alegria sua Ressurreição e uma vida plena n’Ele. Esta experiência reaviva nossa paixão e nos compromete decididamente a fazer de JUPIC UM ESTILO DE VIDA.

À luz das Orientações do 13º Capítulo Geral e deste Seminário de JUPIC, comprometemo-nos a:

  • Cuidar da Integridade da Criação;
  • Optar, conscientemente, pela não violência como estilo de vida;
  • Responder criativamente às realidades de nosso tempo onde a vida está ameaçada;
  • Trabalhar em rede dentro de nossas Províncias/Regiões, SSpSAP, SVD, com VIVAT Interncional, com leigos(as) e outras pessoas

JUPIC é um valor essencial de nossa Congregação. Nossa Geração Fundadora em seus esforços por responder aos pobres e às realidades de seu tempo, nos tem mostrado o caminho. Nós nos comprometemos a continuar sua espiritualidade, sua visão e sua missão no mundo de hoje.

Encerramento do Seminário

Após três semanas partilhando experiências, trocando informações e refletindo sobre uma grande variedade de temas relacionados com Justiça e Paz e Integridade da Criação, chegou o momento de agradecer a todas e de partir cada uma e cada um para sua missão na província ou região de origem.

Assim, o último dia do seminário foi uma celebração por todas as metas alcançadas e uma ocasião para evoluir. No dia anterior as participantes fizeram sua avaliação individual e a equipe de organização apresentou uma síntese dos resultados. Na sessão final, a facilitadora, Ir. Maria João e o facilitador, Pe. Francisco O’Conaire partilharam o resultado. As participantes consideraram o seminário de muito bom a excelente.

As participantes expressaram, publicamente, suas apreciações sobre o seminário com muita alegria e gratuidade por todas as experiências vividas.

Em seguida, as Irmãs Pauline e Judith, da Equipe de Coordenação Geral, fizeram uma celebração de agradecimento a todas as pessoas que tornaram possível o seminário, agiram como anjos que cuidaram das pessoas que participaram em todos os aspectos, desde a alimentação, alojamento e transporte, até o trabalho de secretaria e comunicação.

Irmã Maria Theresia Hörnemann encerrou a sessão com uma palavra de agradecimento e convidou a dar continuidade ao seminário, dando vida ao compromisso com a Justiça, Paz e Integridade da Criação assumido.

Missa de Envio

A celebração da missa de encerramento junto com a comunidade das irmãs da Casa Mãe, em Steyl, evidenciou uma vez mais, a riqueza da internacionalidade e da interculturalidade que esteve presente em todo o seminário. Com cantos em diferentes línguas e com uma dança de adoração preparada pelas irmãs da Índia, todas as animadoras de JUPIC assumiram publicamente o compromisso de fazer de JUPIC um estilo de vida.

 http://sspsjupic.wordpress.com

 

 

SSpS - Missionárias Servas do Espírito Santo - Província Stella Matutina - Todos os direitos reservados
Rua São Benedito, 2146 - Santo Amaro - São Paulo - SP | Tel. (11) 5687-7229